25 BANDIDOS FORTEMENTE ARMADOS MORRERAM EM CONFRONTO COM A POLÍCIA NESTE DOMINGO.


Uma violenta troca de tiros na madrugada deste domingo (31), em um sítio nos arredores de Varginha, no sul de Minas Gerais, deixou mortos vários suspeitos de integrar uma quadrilha responsável por mega-assaltos a agências bancárias, crime conhecido como novo cangaço.


De acordo com a capitão Layla Brunnella, porta-voz da Polícia Militar, informou que a quadrilha de roubos a banco estava em uma área rural da cidades e planejam atacar bancos da região.


Segundo a rádio Itatiaia, o confronto teve início após ação conjunta da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar, e ao menos, 25 bandidos do novo cangaço morreram.


Troca de tiros deixa suspeitos do "novo cangaço" mortos em Minas Gerais


Além dos mortos, alguns criminosos ficaram feridos e foram levados para Unidades de Pronto Atendimento (Upas) e hospitais da região.


Durante a ação, também foram apreendidos muitos explosivos, além do arsenal. Dentre eles, dez fuzis, uma escopeta calibre 12 e uma metralhadora ponto 50, armamento que derruba até aeronaves.


Também foram outras armas, munições, granadas, coletes, miguelitos – pregos retorcidos usados para furar pneus e auxiliar na fuga de criminosos – e dez veículos roubados.


Troca de tiros deixa suspeitos do "novo cangaço" mortos em Minas Gerais


A PRF emitiu uma nota oficial sobre a ação policial contra os criminosos. Confira:


“A Polícia Rodoviária Federal em ação conjunta com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) deflagrou uma operação na madrugada de hoje, dia 31/10/2021, em Varginha/MG, para neutralizar possível ação criminosa, resultando em confronto com uma quadrilha que visava atacar instituições financeiras a fim de obter alta soma de dinheiro em espécie, provavelmente durante este feriado de Finados. Como resultado desta intervenção policial restaram vários mortos, todos

integrantes da quadrilha do Novo Cangaço.


A quadrilha possuía um verdadeiro arsenal de guerra sendo apreendidos fuzis, metralhadoras ponto 50, explosivos e coletes à prova de balas, além de vários veículos roubados. Foram arrecadados ainda diversos “miguelitos” (objetos perfurantes feitos com pregos retorcidos usados para furar os pneus das viaturas policiais).


Texto e foto da Rádio Itatiaia.

12 visualizações0 comentário