Transporte Universitário



Divulgação: Acessoria de Imprensa Município Carlos Barbosa / Foto: Daiane Altíssimo

Na noite de terça-feira, 27, o Prefeito Evandro Zibetti, o Vice-prefeito Beto Da-Fré e Secretários Municipais receberam os presidentes das nove associações responsáveis pelo transporte universitário barbosense. Com a presença da imprensa, todos os representantes explicaram a composição dos valores que estão sendo cobrados aos estudantes e, após, o Prefeito anunciou acerca das medidas que a Administração Pública tomará para o ano de 2018.

O valor inicial reservado para o transporte universitário foi de R$3.400.000,00 (três milhões e quatrocentos mil reais). Porém, o prefeito assumiu o compromisso de que, caso os valores com o transporte universitário superarem este estimado, a Prefeitura fará o imediato ajuste para a cobertura total dos custos para o ano de 2018. Além disso, informou que a contrapartida a ser alcançada pelos universitários reduzirá de 15% para 10% em relação ao valor total inicialmente previsto, no caso, R$3.400.000,00.

O Prefeito expôs também que os valores das contrapartidas do transporte universitário serão direcionados para o fundo municipal “Eu projeto”. Tal fundo será de grande relevância para toda comunidade barbosense, uma vez que os valores a ele destinados retornarão diretamente à comunidade através de obras e ações de interesse público obrigatoriamente ligadas a educação e segurança.

Com os recursos deste ano, exemplificando, intenciona-se adquirir uma ambulância para os Bombeiros Voluntários, uma viatura para a Polícia Civil, coletes à prova de bala para a Brigada Militar e armamentos para estas corporações.

Zibetti também apresentou um cálculo, sem proporcionalidade, e tendo como base os 1.650 usuários do transporte cadastrados neste começo de 2018. O valor da contrapartida, por usuário, ficaria em R$103,00 para o primeiro semestre de 2018. Porém Zibetti ressaltou que a cobrança proporcional ou não, deve ser decidida pelas associações. Caso estas optem pela proporcionalidade, ficou esclarecido que o valor unitário da contrapartida poderá variar para mais ou menos, dependendo do número de viagens.

Por fim, os representantes das associações de estudantes combinaram de agendar uma data para realizar assembleia com todos os estudantes cadastrados para o semestre e informar ao Poder Executivo sobre suas decisões acerca do formato da contrapartida (igualitária ou proporcional). Após o comunicado sobre o teor destas decisões, o Prefeito se comprometeu a encaminhar o Projeto de Lei à Câmara de Vereadores com as alterações necessárias.

#CarlosBarbosa

10 visualizações

Publicidade:

© 2023 por "Conexão RS". Carlos Barbosa Rio Grande do Sul Brasil

Conexão_you_tube_novo_2020.png

Parceiros

Contatos Email: portalconexaors@bol.com.br Telefone e Watts: 054 981482118