Ex-prefeitos de Farroupilha são condenados por improbidade administrativa.



A Justiça condenou os ex-prefeitos de Farroupilha, Ademir Baretta e Bolivar Pasqual pela prática de improbidade administrativa.

A ação do Ministério Público refere-se a um “funcionário fantasma”. Os dois também tiveram os direitos políticos suspensos por cinco anos.A decisão do Ministério Público é do dia 17 de outubro, e envolve ainda a professora Silvia Maria Chieli Rossi. Conforme o MP, Silvia na condição de servidora pública municipal (professora), a contar de 2000, passou a ser lotada na Secretaria de Educação, Cultura e Desporto. A partir de 1° de fevereiro de 2002, passou a assinar o ponto na Secretaria, o que perdurou até a sua aposentadoria, no ano de 2012. Entretanto, Silvia nunca prestou serviços na Secretaria, mas sim na Liga de Combate ao Câncer, entidade privada do município. Os seus salários variaram de R$ 1,2 mil a R$ 2,8 mil. Ao assinar o ponto junto ao órgão municipal, agia como “funcionária fantasma”, vez que recebia proventos, sem prestar os respectivos serviços.Diante dos fatos, o juiz Mario Romano Maggioni, da 2ª Vara Cível Comarca de Farroupilha, decidiu condenar os ex-prefeitos Ademir Baretta e Bolívar Pasqual, além da professora Silvia Maria Chieli Rossi, por prática de atos de improbidade administrativa. Determinou ainda, a perda da função pública que estejam exercendo, a suspensão dos direitos políticos por cinco anos e proibiu de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual sejam sócios majoritários, pelo prazo de cinco anos.Os três terão que pagar uma multa civil de uma vez a remuneração quando do afastamento do cargo.

Fonte :Portal Leouve.

#Farroupilha #ConexãoRS #ConexãoRSTV

© 2023 por "Conexão RS". Carlos Barbosa Rio Grande do Sul Brasil

Conexão_you_tube_novo_2020.png

Parceiros

Contatos Email: portalconexaors@bol.com.br Telefone e Watts: 054 981482118